‘nortada’ do dia (a brevíssimas not@s soltas)…

© pasquim do ‘sinhôre‘ serpa
(clicar na imagem para ampliar)

a mesma imagem com maior resolução aqui ]

1)

pelos vistos, Sábado, houve mais um «glorioso» colinho descarado, desta feita em Moreira de Cónegos:

© ojogo | FC Porto para sempre

(clicar na imagem para ampliar)

a mesma imagem com maior resolução aqui ]

© pasquim do ‘sinhôre‘ serpa

(clicar na imagem para ampliar)

a mesma imagem com maior resolução aqui ]

2)

aquele mesmo «glorioso» colinho descarado bem que (in)tentou, na partida no coiso(*) do Bessa e pelas habituais vias travessas, que a diferença pontual existente com o jogo a menos para o primeiro classificado, assim permanecesse. não aconteceu. temos pena, mas não muita.

por motivos diversos, não pude visualizar a partida em apreço. infelizmente também não pude acompanhar o relato pela Rádio5, pois estava em viagem e o sinal não tinha força o suficiente para ser captado… fi-lo via tsf. uma experiência tão inolvidável que só me apeteceu retirar o equipamento do tablier e mandá-lo borda fora…

(*) coiso no sentido em que, de «sintético» aparentava muito pouco (tanto quanto o futebol praticado pela equipa da casa), não sendo sequer um relvado. aliás, aos 70′ apresentava-se muito mais como um qualquer pelado da distrital…

© ojogo | FC Porto para sempre

(clicar na imagem para ampliar)

a mesma imagem com maior resolução aqui ]

© pasquim do ‘sinhôre‘ serpa

(clicar na imagem para ampliar)

a mesma imagem com maior resolução aqui ]
3)
caríssimo Jorge Vassalo afirmou-o aqui, eu subscrevo. na íntegra:

«Se até o rui santos o afirma, quem sou eu para criticar…»

partantosisto está de tal forma escandaloso, que até rui “prantos já não consegue disfarçar a sua incredulidade, como se confirma (também) neste vídeo aqui:

4)

a propósito do pós-encontro de Basileia, não há como ficar orgulhoso com as seguintes palavras de Costinha, (também) neste vídeo aqui:

5)

© pasquim do ‘sinhôre‘ serpa
(clicar na imagem para ampliar)

a mesma imagem com maior resolução aqui ]
a modos que como «um vintém é sempre um vintém, e um cretino será sempre um cretino», um paspalho será sempre um paspalho e um filho da p**@ será sempre um filho da p**@, o ‘sinhôre‘ serpa será sempre um indefectível adepto do belenenses

disse!

e tu, atreves-te?

© Tomo II
(clicar na imagem para ampliar)
está à distância de um clique (aqui).

em suma:

quantos mais de nós manifestarem publicamente e junto de quem de Direito, a nossa revolta e a nossa indignação, melhor.
e mais chances haverá de a nossa denúncia poder surtir o efeito desejado.

(para além de que estaremos a contribuir directamente para levarmos o axioma que reza assim: não perguntes o que o Clube pode fazer por ti, antes mas o que podes fazer em prol do Clube ao seu expoente máximo)
disse!

desse «poder de fogo» (fátuo?)…

© pasquim do ‘sinhôre‘ serpa
caríssima(o),
no seguimento da última posta de pescada® (aqui), eis duas imagens que a complementam (mas que não a completam):

© pasquim do ‘Quim Oliveirinha

(clicar na imagem para ampliar)

a mesma imagem com maior resolução aqui ]

© pasquim do ‘sinhôre‘ serpa

(clicar na imagem para ampliar)

a mesma imagem com maior resolução aqui ]
sincera e honestamente, que gostava de perceber o porquê de não haver Razão nos critérios de aplicação das Leis do Jogo quando, em termos de arbitragem nacional, todos os árbitros são unânimes [pleonasmo propositado] em afirmar que aquelas são claras e não deixam dúvidas quanto à sua interpretação…
também gostava que, um dia, quem sabe?…, alguém me explicasse das razões que subsistem actualmente para, em situações idênticas, aqueles mesmos critérios serem tão díspares na sua aplicação, sobretudo e mormente quando está em causa o «glorioso» desígnio do 5lb em se tornar campeão…
por exemplo: porque raio é que aos dois minutos, neste lance aqui, não foi assinalada grande penalidade e, no mesmo antro e na mesmíssima grande área, em Setembro de 2014(nesta época portanto), a falta sobre o lima já foi assinalada?!
tenho as minhas suposições, mas não quero acreditar que tenha sido o peso das camisolas a ditar esse tipo de leis, não quero! seria um completo adulterar da verdade desportiva, expressão tão em voga para os lados da Segunda Circular…
felizmente que, mesmo no seio lampiónico, há quem não se reveja nesta falsidade, neste forjar de uma competição que se presumia sã, neste constante e permanente atropelo da verdadeira Verdade Desportiva, numa autêntica filha-da-putice semanal, a qual não “olha” às competições em disputa.
infelizmente são muito poucos os que não se revêem neste estado de sítio em que se tornou este campeonato, desde a sua segunda jornada, como se pode constatar aqui  num texto que, aparte os considerandos sobre o “Apito Dourado” e o nosso querido líder, pelos comentários que se lhe sucederam, revela muito (mas mesmo muito) do que é ser lampião.
desconheço o que escreveria se o meu Clube do coração estivesse em situação idêntica, mormente porque, desde que me conheço para o Futebol, que não me recordo do nosso FC Porto ter sido tão escandalosamente beneficiado como o 5lb o está a ser nesta época. mas, rezam as crónicas, que este era o “pão nosso de cada dia” antes de Abril de 1974… autch!!
independentemente de tudo, não retiro uma vírgula ao que escrevi em Janeiro de 2013 (aqui) e também em Abril de 2014 (aqui) sobre o que é, para mim, o nacional-benfiquismo reinante (e, por muito que os anos passem, tão estupidamente actual).
para corroborar ainda mais as minhas mais fortes convicções, socorro-me do último escrito do intestino delgado (aqui), o qual revela o ser abjecto, repugnante e vil que é, desprovido de quaisquer escrúpulos e sem qualquer pingo de carácter mormente enquanto desempenha a função de jornalista. ele, que num passado recentíssimo, lhe tecia loas, hoje morde-lhe os calcanhares; ele, que em 2006, escrevia «Maria José Morgado entra em campo ainda a tempo, creio, numa fase particularmente sensível deste “jogo“. E, se quisermos uma analogia, até parece Eliot Ness (em “Os Intocáveis“) a chegar a Chicago. Tremei, “Capones”! » e hoje nem uma palavra sequer sobre as gravíssimas afirmações do burro do Carvalho… 
são assim, os “invertebrados” do nosso jornalixo tuga, sempre prontos a jogar as suas cartadas conforme os seus «gloriosos» interesses.
para finalizar e por forma a desanuviar o ambiente, deixo-te aqui com as mais recentes declarações de Paulo Sousa, actual treinador do Basileia. acho que são merecedoras da tua maior atenção.
disse!

deve ser por estarmos no Carnaval, certo?

© google | Tomo II
caríssima(o),
esta posta de pescada® será compridinha (por que extensa), num breve regresso à imagem de marca deste espaço de discussão pública: os testament… os textos um tanto ou quanto longos.
não pretendo tecer mais considerandos sobre a partida ante o Vitória SC. 
tudo já foi devidamente dissecado nesse maravilhoso mundo que é a bluegosfera®, e é comummente aceite que houve duas partes distintas na partida, sendo que o futebol praticado nos primeiros 45′ foi t-o-p! e que, depois do regresso das cabines, os jogadores do FC Porto pouparam-se para o importante compromisso para a Champions. por mais que Lopetegui tenha ameaçado com o sofá, houve um relaxamento com bola. para quem muito reclama desta atitude, relembro que tal já acontecia, por exemplo, com José Mourinho. e, goste-se ou não (e eu não gosto, mas compreendo. e, até certo ponto, aceito), os jogadores são seres humanos e não máquinas; e como uma (boa) partida da Liga dos Campeões, mormente nesta fase da competição, pode valer muito do seu futuro, sobretudo o profissional…
no seguimento do muito que já foi apontado noutros blogues de referência para mim, também eu não fiquei indiferente à brutalidade do lance do ex-produto-de-formação-lampiónica cafú sobre Casemiro. 
para memória futura deixo aqui a imagem GIF do lance corrido e aqui as posteriores repetições. já a seguir o que se escreveu em dois dos pasquins desportivos cá do burgo:
© pasquim do ‘sinhôre‘ serpa
(clicar na imagem para ampliar)

[ a mesma imagem com maior resolução aqui ]
© pasquim do ‘Quim Oliveirinha
(clicar na imagem para ampliar)

[ a mesma imagem com maior resolução aqui ]
entretanto, no antro de Carnide, este Domingo, o árbitro manuel oliveira foi um castiço para os lampiões, como as imagens comprovam:
© sapo | Tomo II
(clicar na imagem para ampliar)
lance que ocorreu na grande área do 5lb logo aos dois minutos, e que pode ser (re)visto em imagens GIF aqui (jogada corrida) e aqui (posteriores repetições), não vá o vídeo desaparecer por «gloriosas» artes mágicas…
© sapo | Tomo II
(clicar na imagem para ampliar)
lance que ocorreu aos 39′ minutos, antecedeu o segundo golo do 5lb, e que, pleas mesmas razões atrás apontadas, pode ser (re)visto em imagens GIF aqui (jogada corrida) e aqui (posteriores repetições).
© google | Tomo II
(clicar na imagem para ampliar)
lance que ocorreu aos 69′ minutos, que antecedeu o terceiro golo do Carnide e do qual não há vídeo disponível, à data e hora em que redijo estas linhas…
por bem menos, já vi treinadores revoltarem-se contra a equipa de arbitragem; mas, para bruno ribeiro, parece que está tudo bem, apesar dos «números exagerados», vá-se lá saber porquê…
e, vai daí, se calhar até julgo saber…
© ‘faceboKas® | Tomo II
(clicar na imagem para ampliar)

[ a mesma imagem com maior resolução aqui ]
depois disto, e disto, e disto e no seguimento do que entretanto já foi escrito aqui e aqui, também eu uno a minha voz à indignação que reina pelo universo portista por (i) ainda não se ter aberto um processo para se averiguar a veracidade daquelas gravíssimas afirmações e por (ii) o nosso Clube do coração, depois dos abjectos processos Apito Final e Apito Dourado, ainda não ter reagido oficialmente, obrigando quem de Direito a investigar e de uma forma célere.
igualmente para memória futura fica aqui registado alguma da roupa sujalavada em praça pública pelas comadres em causa, e o que está disposto no Regulamento Disciplinar da Liga (aqui).
por último, não posso deixar de recuar até Novembro de 2011, para me recordar deste incidente, muito parecido com aquele ali em cima e do que (não) foi decidido investigar: 

«

No final do jogo, cerca de cinco minutos após o seu término, o sr. Orelhas, presidente do 5lb, após sair do balneário da sua equipa – mais concretamente na designada zona técnica -, interpelou, em tom alto e exaltado, o dr. Luís Duque, administrador da spórtém SAD, que se encontrava no hall de acesso aos balneários, proferindo, pelo menos, as seguintes expressões:

“Deverias ter vergonha!”, – “Era para isto que vocês queriam controlar tudo?!”,Era para isto que queriam que a gente controlasse a arbitragem?!, – Foste tu que me disseste que tínhamos que controlar tudo!, – “Não me faças falar, não me obrigues a pôr a boca no trombone!”.

Além destas palavras, Luís Filipe Vieira também terá dito a Duque que:  

– Não tens vergonha! Chulo! Bandido! Não tens vergonha! Vai jogar à bola, vai para o c@r…o! Diz lá outra vez que eu é que domino a arbitragem! Sim, foi isto que andaste para aí a dizer: que eu dominava a arbitragem! Foste tu que disseste!

mas o Conselho de Disciplina apenas considerou as declarações que foram confirmadas por testemunhas.

»

mesmo assim, contra tudo, contra todos e contra os tolos, 

eu acredito!

disse!

mais um (‘penalty’, jogo lúgubre e ‘manifesto’ de boas intenções)… [actualizado]

(clicar na imagem para ampliar)
caríssima(o),

1) do ‘penalty

ontem, na minha análise (em jeito de not@s soltas) ao encontro em Moreira de Cónegos, escrevi que:

«xistrema estava (mais do que) preparadíssimo para fazer estragos, esta noite  e não me refiro só ao lance da grande penalidade sonegada ao FC Porto, por falta clara de Marafona sobre Maicon, mas sobretudo por esse lance.»
as imagens abaixo confirmam o óbvio. e o aquela que foi só mais uma sonegação, esta época, numa contabilidade sem fim e à qual já perdi a conta:
© pasquim do ‘Quim Oliveirinha
(clicar na imagem para ampliar)
[ a mesma imagem mas com maior resolução aqui ]
© pasquim do ‘sinhôre‘ serpa
(clicar na imagem para ampliar)
[ a mesmíssima imagem mas com maior resolução aqui ]

2) do jogo lúgubre

© pasquim do ‘sinhôre‘ serpa | Ricardo Galvão
(clicar na imagem para ampliar)
a propósito do emocionante derby da Segunda Circular, o que se me apraz dissertar é… rigorosamente nada, na exacta proporção do futebol que (não) foi praticado no wc xxi, nesse reino muito distante dos viscondes falidos (e impolutos) de Alvaláxia®, como se confirma na imagem que se segue:

© pasquim do ‘sinhôre‘ serpa

(clicar na imagem para ampliar)

[ a mesmíssima imagem mas com maior resolução aqui ]
mesmo assim, gostei bastante de ver mais um “bailinho” dos de Carnide, no final do encontro. mais do que perceber que somos mesmo diferentes, pois que nós nunca ficaríamos muito felizes com um empate frente aos calimeros (!!!), mais uma vez (tres)passaram a ideia de que não aprenderam nada desde há dois anos atrás…
ah! e, de facto, o «pragmatismo» vai mesmo imperar até ao final da época e de forma «gloriosa»; ou seja: ficou demonstrado que o 5lb, nos jogos a doer e sobretudo fora do antro de Carnide, adoptará uma táctica em tudo idêntica àquelas equipas vulgares e que se inspiram nos autocarros de três a quatro andares, com um contentor TIR à sua frente…
quem afirmar o contrário estará a mentir com os dentes todos que possui, mesmo que seja «catedrático».

3) do manifesto de boas intenções

© pasquim do ‘sinhôre‘ serpa

(clicar na imagem para ampliar)

[ a mesmíssima imagem mas com maior resolução aqui ]
o mesmo pasquim que ilude os tolos que «gloriosamente» o consomem, na (diminuta, quase ínfima) parte que dedica ao quotidiano do nosso clube de Sempre, destaca o que se lê acima, numa entrevista concedida por JacKson ao periódico colombiano el espectador(aqui).

da dita, destaco a parte que se segue:

(clicar na imagem para ampliar)
[ a mesmíssima imagem mas com maior resolução aqui ]
não pretendo ser advogado do jogador colombiano, mas:

(i) é do senso comum que, após a renovação e/ou renegociação contratual com Jackson, esta será indiscutível e indubitavelmente a última época do colombiano no FC Porto;

(ii) a pergunta surgiu pronta, por parte do jornalista colombiano, inserida no contexto da mesma.
mas também será correcto afirmar-se que a resposta do jogador (ainda) ao serviço do Clube ressalvou, de igual forma, o foco da sua actual concentração.

(iii) é certo que nuno vieira, o porquinho de brega, tem que curar a ressaca dos efusivos festejos da agremiação da qual é (bem mais do que mero) simpatizante, após um empate em casa do spórtém (!!!). assim como é certo que, como pé-de-microfone que é, tem que obedecer às regras que vêm de cima. assim como é igualmente certo que após os hipotéticos nove pontos se terem esfumado em tão-somente quatro, tudo terá que ser feito para desestabilizar o FC Porto, «a bem da nação».

(iv) apesar de tudo, conviria que o jogador colombiano se concentrasse efectiva e comprovadamente naquilo em que ainda é principescamente remunerado pela SAD portista ie, fazer golos  e deixasse de alimentar aquele tipo de novelas… mexicanas. just in case

disse!