e tu, atreves-te?

© Tomo II
(clicar na imagem para ampliar)
está à distância de um clique (aqui).

em suma:

quantos mais de nós manifestarem publicamente e junto de quem de Direito, a nossa revolta e a nossa indignação, melhor.
e mais chances haverá de a nossa denúncia poder surtir o efeito desejado.

(para além de que estaremos a contribuir directamente para levarmos o axioma que reza assim: não perguntes o que o Clube pode fazer por ti, antes mas o que podes fazer em prol do Clube ao seu expoente máximo)
disse!

‘bora lá ajudar o clube?

© google
caríssima(o),
tal como o caríssimo dragão Vila Pouca, também a mim me começa a causar “alguma comichão”, algum incómodo, o indecente protagonismo que a esmagadora maioria da nossa abjecta, muito parcial e demasiado facciosa Comunicação Social nacionale sempre com o beneplácito da estação (cada vez menos) pública de televisão  agora sem o prestimoso contributo de hélder conduto concede aos insultos gratuitos que o burro do Carvalho profere, lá pelo reino muito distante dos viscondes falidos de Alvaláxia®.
vai daí e como lhe informei via e-mail, plagiei indecentemente a sua carta aberta ao Ministro da Administração Interna, enviando um singelo textinho ao sr Ministro, em tudo idêntico ao do caríssimo Vila Pouca.
e, acredita em mim, que bem que me soube fazê-lo: foi uma forma de aliviar o Espírito, reclamando junto do máximo responsável no País pela nossa segurança. 
e, sem falsas modéstias mas sem me querer arvorar num qualquer maioral cá do sítio, foi uma forma indirecta mas bastante catita e gratificante de ajudar o Clube, o nosso clube do coração.
tendo terminado aquela tarefa, mais do que clubística antes num pleno exercício livre de exercer um direito de cidadania, dei por mim a considerar se também tu não quererás colaborar nesta questão (repito) de segurança pública – tendo em linha de conta o carácter incendiário das declarações diárias da abécula em causa e a minha previsão de que a mesma best@ não será recebida com rosas, como alguns de nós desejamos…
e, sabes: é tão, mas tão fácil fazê-lo!
confia em mim quando te digo que não gastarás mais do que cinco minutos do teu preciosíssimo tempo.

eis como: 

basta acederes a este formulário governamental aqui. [um minuto até ficar disponível]

depois, e se estiveres com alguma preguiça mental, e estiveres de acordo com o seu teor, podes aproveitar para copiar este texto aqui  o qual, mais adiante, se reproduzirá para memória futura. [dois minutos para o fazer]
por fim, basta teres um pouco de paciência enquanto aguardas que o dito cujo seja submetido. [dois minutos no máximo para ficar concluído]
visualmente falando, será algo assim:
© Tomo II
(clicar na imagem para ampliar)
quase de imediato, receberás uma mensagem como esta no endereço de e-mail que forneceres:
© Tomo II
(clicar na imagem para ampliar)

em suma:

quantos mais de nós manifestarem publicamente e junto de quem de Direito, a nossa revolta e a nossa indignação, melhor. e mais chances haverá de a nossa denúncia poder surtir o efeito desejado.
(para além de que estaremos a contribuir directamente para levarmos a máxima que reza assim: não perguntes o que o Clube pode fazer por ti, antes mas o que podes fazer em prol do Clube ao seu expoente máximo)
eis o textinho em causa e que peço para que o plagies à vontade:

«

Exmo. Sr. Dr. Miguel Macedo (Ministro da Administração Interna),

enquanto responsável máximo pela segurança pública de pessoas e bens, certamente que não lhe têm passado ao lado as declarações (quase) diárias do actual presidente do Sporting Clube. Aliás, raro é o dia que todos os cidadãos deste País, amantes do Desporto em geral e do Futebol em particular, nomeadamente os portistas, não são confrontados com insultos e provocações rasteiras, indignas de um dirigente desportivo e com um comportamento de “agitador profissional”, lamentável e incendiário por parte do líder leonino.  

Feito este intróito, pergunto-lhe, senhor Ministro:

– Como do lado do FC Porto tem havido o bom senso de não responder àqueles insultos, se houver problemas no próximo ‘clássico’ FC Porto vs. Sporting Clube de Portugal, no dia 18 de Outubro de 2014, no Estádio do Dragão, responsabilizará o senhor Ministro o dirigente Bruno de Carvalho como autor moral de tudo o que vier a acontecer?

– Como vai o senhor Ministro agir em conformidade com o disposto na Lei contra os órgãos de Comunicação Social que continuamente dão destaque aos insultos e à provocação, ajudando à promoção e à incitação da violência?

Agradeço uma resposta de V. Exa. às questões colocadas, na maior brevidade possível, tendo em linha de conta que estou a considerar deslocar-me ao Estádio do Dragão naquele dia e não pretendo ser vítima de um novo ‘arrastão casual’ como o que ocorreu em Outubro de 2013, curiosamente aquando da última visita do clube de Alvalade.

»

disse!

vamos homenagear Lucho, o nosso Capitão!

 
© Google
caríssima(o),
apesar de não poder estar presente, “uno a minha voz” ao apelo do caríssimo ‘dragão azul forte‘, publicado no dia de hoje, nesse blogue de referência para qualquer portista dos quatro costados que se preze, nesse “maravilhoso mundo que é a bluegosfera”®: o “bibó FC Porto, car@go!“.
 
e, se me permitem acrescento, ao apelo que abaixo reproduzo, a sugestão de, quem tiver a fortuna de ir ao meu/nosso teatro de sonhos, no momento da apresentação das equipas frente à tribuna principal, “imitar” o gesto tão característico do nosso ‘el comandante’.
mais fácil não pode ser. eu certamente o faria se tivesse a oportunidade de estar presente (fisicamente, pois por lá estarei em espírito).

«

Em Zagreb, Lucho deu uma prova de respeito e estima por todos nós, adeptos e sócios portistas. 
El Comandante” conquistou eternamente um lugar nos nossos corações de Dragão, na alma portista.

Vamos manifestar-lhe a nossa gratidão, a nossa solidariedade. 

Vamos prestar-lhe uma sentida e justa homenagem!
  • Portistas:
    no próximo jogo no Estádio do Dragão – FC Porto vs. Beira-Mar -, este Sábado, pelas às 20h30m, vamos levar uma fotografia do nosso Lucho, impressa em folha A4.
  • Aquando da apresentação das equipas frente à tribuna principal, levantemos a nossa folha.
    As bancadas ficarão repletas de imagens do nosso grande Capitão! Vamos portistas, vamos homenagear LUCHO.
  • Esta será uma iniciativa espontânea dos adeptos portistas!
    É de fácil execução porque todos poderemos levar uma fotografia do nosso Lucho, impressa em casa de cada um.
    Seria ideal que cada espectador levasse mais do que uma foto, para munir quem não tenha possibilidade de a obter, e na eventualidade de o conseguir e se tiver tal possibilidade.
  • Espalhem a iniciativa, divulgando-a em blogues portistas e nas redes sociais, entre os teus amigos e principalmente junto de quem vai assistir ao jogo. 
  • Não desperdicemos a oportunidade de homenagear o nosso herói!
    IMPRIME, LEVA, PARTICIPA!
    Mostra a foto de Lucho! Dá o teu nome e o teu contributo a esta homenagem!
  • Vamos fazer deste evento desportivo um grande momento! Um momento digno da alma portista!
    Obrigado Dragões!

Fernando Moreira (‘dragão azul forte‘) – Vila Real

»

500 "postas de pescada"®, um ano depois [actualizado]

 
© Miguel Lima (Tomo II)
caríssima(o),

no dia em que se soube que efectiva e comprovadamente o clube da agremiação de Carnide – indubitavelmente o «clube do Regime»possui regras e regulamentos, códigos de Ética e de Conduta e Legislação diferente dos demais adversários que com ele competem, nas mais diversas modalidades desportivas profissionais, com o seu presidente a congratular-se pelo « Conselho de Justiça da Federação Portuguesa de Futebol ter decidido reduzir o castigo aplicado para um mês, com uma multa de mil euros », tenho a anunciar à saciedade que no dia de ontem, ao início da tarde e pela fresquinha, publiquei a quinquacentésimaposta de pescada”®, deste nosso espaço de discussão pública.

quase, quase, um ano e dois meses depois do relançamento de um projecto que já data de 2008 – com o (entretanto “falecido”) TOMO I -, este é, para mim e sem qualquer sombra de dúvida, um momento de felicidade.
quinhentas “postas de pescada”® depois e todas elas originais, apercebo-me de que, desde o primeiro post publicado naquele espaço entretanto desaparecido, houve uma evolução substantiva na apresentação e divulgação do meu sentimento de portista indefectível, consubstanciada (por exemplo) com o número de seguidores deste espaço, ou ainda na média de visitas diárias e dos seus tempos médios de leitura.
deste exercício diário de transformação gradual e progressiva, bem como de aperfeiçoamento e desenvolvimento pessoais, dei conta no I Encontro da Bluegosfera Portista e que consta do texto integral da minha intervenção, o qual está “virgem” pois a dita foi proferida de improviso.

como que a assinalar tal “efeméride”, e por forma a não ficar info-excluído de uma tendência que já se (pres)sente “nesse maravilhoso mundo que é a bluegosfera”®, resolvi inoBar e “going with the flow“,  inaugurei a página oficial do TOMO II no faceboKas®.
portanto e desde já, deixo-te o convite de passares por lá e lanço-te o desafio de não te esqueceres de fazer “gosto – e se for esse o teu estado espírito 😉  
para finalizar e parafraseando o meu bom Amigo Jorge, desse espaço de referência que é o “Porta19“, pois não conseguiria escrever melhor e descrever o que Hoje sinto:
« O maior desafio não está em encontrar motivação para continuar mas em inovar. Não preciso de ganhar dinheiro com ‘isto’… Quer-se dizer, não sou rico mas perco mais sono que dinheiro e faço-o com todo o gosto. Não preciso de grandes publicidades e enormes números de visitantes. Gosto de escrever e vou continuar a fazê-lo enquanto me der gozo. No entanto, seria um gigantesco hipócrita se dissesse que não fico sensibilizado com as palavras simpáticas que recebo da vossa parte e com a forma como o blogue tem vindo a deixar uma marca positiva não só na bluegosfera como também no resto deste mundo virtual. Assim sendo, cá estou. Espero que também cá estejam. ».

ps:

segue-se um lampiónico chorilho de falsidades e de alarvidades, que não pretendo misturar com o texto principal em apreço neste post.

beijinhos e abraços (quinquacentésimos)!
MUITO OBRIGADO! pela tua visita 😉

segue-se um lampiónico chorilho de falsidades e de alarvidades, publicadas na edição impressa do pasquim da Travessa da Queimada de hoje (às Quintas-feiras, uma edição toda ela dedicada à lampiónica causa da agremiação de Carnide e com o “alto patrocínio” do editor do dito).

alarvidade 1:

das palavras que se seguem, da autoria de vítor serpa, publicadas no seu editorial “um SC Braga admirável”, dei comigo a pensar que as mesmas “casam” mesmo bem com o meu clube do coração.
pena é que o sr. em causa seja (sequer!) capaz de idealizar um texto similar em abono (positivo) do FC Porto, como se comprova no último parágrafo:

«

não escondo que tenho e que sinto uma particular e especial admiração pelo SC Braga. é um caso de sucesso internacionalmente invulgar: anda há anos na alta-roda europeia, a discutir posições de topo em Portugal e tem um orçamento de segunda divisão espanhola.
é um caso de estudo; um caso em que o clube puxa sistematicamente pela cidade e pela região, lutando com armas desproporcionadas contra a desproporcionada (e não raras vezes, arrogante) ditadura dos “grandes”.

[…]

sinceramente não sei como é possível que, hoje em dia, se seja natural de Braga e não se seja adepto do SC Braga

[…]

»

autor:
vítor serpa, editor-chefe do pasquim da Travessa da Queimada
fonte:
edição impressa do pasquim da Travessa da Queimada (2012-08-23)

ps: os negritos, os itálicos e os sublinhados são da minha responsabilidade.

alarvidade 2:

as palavras que se seguem fazem parte de um artigo de opinião de oito pontos “(A)gosto”, e que descrevem, na perfeição, o que se passa num «certo e determinado» clube que eu cá sei, dito «glorioso». 
aliás, concordarás que será (mais) um caso para se afirmar que “fala o roto do nú”:

«

6.
ainda vamos na primeira jornada e já há treinadores, como o do FC Porto, a culpar o árbitro por maus resultados. mal habituados que estão, pelos vistos…

[…]

8.
por que será que, quando o FC Porto não está a ganhar, o tempo de desconto “estica” para além do generoso bónus [!!!] exibido pelo 4º árbitro? em Barcelos foram 5’+2′ (ou seja, 16% de 45’…).

»

autor: bagão “papa hóstias” félix
fonte:
edição impressa do pasquim da Travessa da Queimada (2012-08-23)

ps: os negritos, os itálicos e os sublinhados são da minha responsabilidade.

alarvidade 3:

as palavras que se seguem, da autoria do leonor pinhão, em “os bons costumes da cochinchina“, primeiro fizeram-me exasperar por, parte delas, surgirem completamente descontextualizadas. depois, ainda me conseguem colocar um enorme sorriso nos lábios e estar constantemente de lenço na mão a enxugar as lágrimas de tanto me rir com a tentativa de fazer passar uma ideia do que quem gere os destinos do «clube do Regime» gostaria que a agremiação fosse mas indiscutível e comprovadamente não é. e, por último, revolta-me perceber que há (pelo menos) seis milhões de lampiões que “comem” estas patacuadas, tomam-nas por verdades insofismáveis e torram a paciência dos portistas com alarvidades que os deveriam fazer corar de vergonha.
enfim… nada que me surpreenda, vindas de quem vieram.

«

[…]

o Mundo não é perfeito, já sabíamos. há quem goste de cenas de empurrões aos árbitros e há até quem veja nessas práticas uma escola de sucessos. delinquentes e gente de má formação, há em todos os clubes, não é?
depois de ir ao Estrangeiro provar que o 5lb é um clube de Bem, e que a delinquência não é a bandeira mais vibrante da nossa história, e que a impunidade jamais será um distintivo que nos faça crer que somos os melhores e mais espertos que os demais [ ha! ha! ha! ha! ha! desculpa, mas ainda não me contive de tanto rir 😀 ] – depois disto tudo, ainda o presidente do 5lb viajava no avião de regresso a Lisboa, e já o presidente do FC Porto pejorava sobre o assunto: «eu não sei porque é que foi a correr entregar o dinheiro e pedir desculpa» disse.

[…]

[seguem-se quinze parágrafos (!!!) em que a frase em apreço surge completamente descontextualizada e sem uma única referência à azeda troca de palavras presidencial e sem que se refira de quem partiu a provocação (para não escrever baixaria e/ou falta de educação e/ou falta de vergonha na cara).]

»

autor: leonor pinhão
fonte:
edição impressa do pasquim da Travessa da Queimada (2012-08-23)

ps: os negritos, os itálicos e os sublinhados são da minha responsabilidade.

beijinhos e abraços (quinquacentésimos)!
MUITO OBRIGADO! pela tua visita 😉