da resposta a ‘uma pergunta (porventura) parva…’

© google
caríssima(o),
eu sei que o defeito está em mim e reside única e exclusivamente neste que te escreve. pois que é verdade, e já por mais do que uma vez que me disseram que sou miudinho. minuciosamente escrupuloso. micoquinhas. muitas vezes, atento ao mais ínfimo pormenor.
e foi assim que aconteceu o ‘quizz‘ de ontem: tudo começou numa trivialidade que não estava planeada, programada.
numa fugida ao trabalho, fui consultar esta notícia aqui. antes de ler uma linha, uma única palavra do seu texto e de tudo o mais, os meus olhos pararam no caderninho da foto que (definitivamente não) a embeleza. aquela cor não pode, nunca!, combinar com o nosso emblema. ambos são a sua antítese, pelo que anulam-se reciprocamente. são opostos que infinitamente nunca se atrairão. 
então, porquê, c@****o?! porque é que ela está ali, f**@-se?! porquê?!, era só o que eu não parava de perguntar…
não consigo encontrar uma única explicação minimamente plausível, porque qualquer que ela seja não encontrará receptividade em mim. no Clube, na Estrutura, haverá quem entenda e também quem consiga explicar aquela tal teoria dos opostos a Julen Lopetegui e sus muchachos. ele é um tipo porreiro, muito inteligente, receptivo a críticas construtivas, pelo que estou em crer que compreenderá e, mais importante, que acatará as razões; as nossas razões: as de quem não suporta aquela cor, por tudo o que ela representa. tudo!
e assim regresso ao primeiro parágrafo, à introdução desta prosa que já vai longa.
reparei naquele pormenor que, para mim, tornou-se tudo menos insignificante; ao invés, revelou-se pleno de significado. daí até extrapolar para os adereços dos jogadores foi um instante mais rápido do que um sprint do Tello (com ou sem a chichinha nos pés). assim se justifica a presença das outras duas fotos, para lá da do nosso treinador com aquela porr@ de caderninho na mão…
porque sou do tempo em que as chuteiras dos jogadores tinham todas todas!  a mesma cor, ao ponto de o nosso eterno Capitão, com o dedo mindinho partido, ter cortado a chuteira e pintado com graxa as meias para poder continuar a jogar (‘true story‘!), e apesar de perceber o marketing inerente a esta Indústria, comigo jogador do FC Porto, dos infantis aos seniores, estava proibido de jogar com chuteiras com cores berrantes como esta e principalmente esta. aliás: só poderia escolher uma cor, e essa seria o azul-e-branco. todas as outras não seriam tidas em consideração, excepto o preto e/ou o branco obviamente.
por último e não menos importante, quero saudar todos quantos participaram no quizz  pois que, com lástima minha, não houve participação feminina.
bem-hajam! pelos cinco minutinhos do vosso precioso tempo que reserBaram para elaborar uma resposta ao desafio lançado.
como se pode comprovar, o vencedor da bjeKa prometida foi o Pedro Polónio, com um tiro certeiro ainda não estavam decorridos cinco minutos após o lançamento do desafio.

Pedro, se fores ao Dragão, manda mensagem com contacto para agendarmos a melhor forma de te retribuir a gentileza do teu comentário.

ao dragon79, ao mocho astuto, ao Carlos Sousa e ao João Santos, a menção honrosa para «ambos os quatro» vale um sentido abr@ço e um brinde no Dragão espera-se que com o Pedro.
se essa Bontade for comum, há que mandar mensagens para se combinar melhor.
e é certo que conto estar pelas imediações do Dragão pelas 20h
disse!

de uma pergunta (porventura) parva… [actualizado]

caríssima(o),
das três imagens ali em cima, o que te pergunto é:

qual o principal erro em todas elas?

qual é o erro que é comum a todas elas?

a resposta seguirá pronta amanhã de manhã, Quarta-feira, pela fresquinha – digamos que a partir das 10h e antes das 12h.
para esta rubrica ter a sua piada, peço encarecidamente para que utilizes a caixa de comentários abaixo e digas de tua justiça.
(em alternativa podes utilizar o e-mail oficial cá do burgo, mencionado no ali canto superior esquerdo)
o(a) autor(a) da primeira resposta correcta vulgo vencedor(a)  terá como prémio maior o meu mais sentido agradecimento.
e se, tal como eu e alguns de nós, amanhã à noite for ao Dragão, para demonstrar o seu apoio indefectível ao Clube após um resultado menos positivo e também assistir ao último encontro da fase de grupos, da actual edição da ex-taça da bjeKa®, fica desde já prometido e alinhavado que terei o maior gosto em lhe oferecer uma geladinha, num (futuro) brinde ao melhor clube que conhecemos e que é o único do nosso coraçom

post scriptum pertinente:

a participação está interessante, mas sou ambicioso, pelo que desejo ainda mais!
ou seja: falta a tua resposta e se é que ainda não o fizeste, apesar de alguns tiros quase certeiros e que, como compreenderás e depreenderás, só serão public(it)ados amanhã, dentro do horário referido anteriormente, para evitar plágios indesejados.

disse!

do não se "amochar" (nunca!)… [com ‘brasão abençoado’ incluído]

© google
caríssima(o),
eis uma resposta oficial (porque provém de um endereço electrónico do i) ao meu e-mail matinal, e que revela muito da estirpe de que é feito algum do jornalismo luso, com posterior recadinho para quem de direito, que eu cá não sou de ficar caladinho e de amochar, sobretudo quando tenho a mais firme convicção de que eu certo das minhas certezas e das minhas verdades.
já agora, informo-te de que:

i) 

deixo os considerandos para ti e para o que te aprouver dissertar na caixa de comentários, ali em baixo;

ii) 

dão-se alvíssaras a quem correlacionar o teor da primeira parte desta posta de pescada® com a imagem que a embeleza;

iii) 

na segunda parte desta posta de pescada®, para quem tiver interesse e para memória futura, fica o que de melhor foi publicado na edição desta Sexta-feira, no pasquim da Travessa da Queimada.

é logo a seguir ao «gosto» do faceboKas®, em «no pare, sigue, sigue» 😉

«
Bom dia. 
Trabalho no “i” e sou do FC Porto. 

Dito isto, só para lhe dizer que as idiotices que você escreve deveria guardá-las para si e para quem tem a paciência de aturar idiotas. 
Como já sei que «grande Rui» não lhe vai responder, porque não está ao seu nível, não resisti a baixar o meu e responder-lhe no seu patamar de estupidez.

Só uma sugestão: para além de mim e apenas esta vez, ninguém quer saber das suas opiniões, ninguém sabe quem é o “chato do Tomo não-sei-quê” e está-se tudo a marimbar para a sua prosa mal escrita. Sugiro que vá insultar os seus amiguinhos e aqueles cuja a ignorância é tão grande que ainda o aturam.

»


ao que se seguiu:

«

exacto, sr. Augusto.

devemos ser carneirinhos e amochar, não é?

e, não necessita de subir ao meu nível de educação, pois que o seu nível rasteiro de jornalista e a sua resposta ao meu e-mail denuncia o muito portista que o sr. é.

e o nível «de idiotice» da sua resposta é que é de pasmar, pois que nem sequer aborda a questão de o pasquim onde o sr trabalha ter ofendido o nome do treinador do FC Porto, apelidando-o de «flopetegui» e o sr não os ter tido no sítio para se insurgir contra esse facto – numa prova cabal de que, mais do que o seu portismo, estaria a defender a Deontologia da sua profissão.
mas, claro… o sr. «está-se a marimbar» para isto tudo, não é? é o sr. e o «grande Rui»

o administrador do Tomo II
Miguel Lima

»

disse!

© google

a)

obviamente que estou contente com a notícia sobre a última convocatória do ‘escrete e que considero que a inclusão do trio portista é um enorme motivo de orgulho;

b)

obviamente que, por motivos óbvios e públicos, (com)partilho das mais recentes críticas de Jackson a algum público do nosso teatro de sonhos azuis-e-brancos;

c)

obviamente que subscrevo o último artigo de opinião de Pedro Marques Lopes, na sua coluna habitual BRASÃO ABENÇOADO, sob o título menos generosidade, por favor! (aqui).

d)

és grande, caríssimo doctor J.. mesmo!

o meu sentido muito obrigado!

(clicar na imagem para ampliar)

disse!

sobre Viena ’87…


«

Aquela noite foi marcante [da final de Viena]. Mudou-me a Vida completamente pois, passado algumas semanas, já estava em Madrid, com a camisola do Atlético. Agora tenho que agradecer ao FC Porto esta recordação, até porque há muito que não estava com a maioria dos meus companheiros.Ainda não conhecia o Estádio do Dragão. Foi impressionante estar no relvado.

»

fonte: dragão pentacampeão 

ps: os negritos, os itálicos e os destaques, são da minha inteira responsabilidade.



caríssima(o),

as declarações reproduzidas são da inteira responsabilidade do meu ídolo de menino e de puto imberbe, cuja imagem embeleza esta posta de pescada“®
as mesmas foram proferidas aquando do jogo amigável entre o FC Porto e o Leixões SC, apelidado de Jogo dos Campeões. foi a 27 de Maio de 2007: FC Porto sagrava-se bicampeão (na primeira de quatro épocas de Jesualdo Ferreira no comando do leme da nau portista) e o Leixões SC, vencedor da Liga de Honra, regressava ao convívio dos (ditos) grandes, i.e. à primeira divisão do futebol nacional.

sem sombra de dúvida que é o homem do momento – como o foi num Passado (para alguns já) longínquo -, desde a famosa rábula do chinês, passando pelo lançamento da sua biografia “El Portugués. daí as frequentes entrevistas e sobretudo os mais variados programas desportivos, para o qual é o ilustre anfitreão.

no entanto, a entrevista que pretendo partilhar contigo foi concedida à revista NOTÍCIAS SÁBADO, publicada a 14 de Maio de 2011 (edição nr. 279), e que pode ser lida aqui
o seu teor é muito próximo de outras tantas, bem como de alguns aspectos abordados na sua biografia, mas pela rama como seria de prever. deixo, para memória futura, a sinopse àquele livro, publicada a 17 de Maio de 2011, no pasquim da Travessa da Queimada e da autoria de António Simões.

por último e por mero acaso, descobri as pérolas fotográficas que se seguem, no arquivo da primeira edição do blogue “Dragão Pentacampeão”:



(clicar na imagem para ampliar)


© google | dragãopentacampeão
(clicar na imagem para ampliar)

© google | dragãopentacampeão
(clicar na imagem para ampliar)

© google | dragãopentacampeão
(clicar na imagem para ampliar)

© google | dragãopentacampeão
(clicar na imagem para ampliar)

dão-se alvíssaras a quem adivinhar primeiro a constituição das duas primeiras equipas. 

somos Porto!, car@go! 
«este é o nosso destino»:  

beijinhos e abraços sempre! muito portistas!

Muito Obrigado! pela tua visita 🙂